blog7

O Príncipe encantado que virou sapo I

Por: Ramy Arany

“Era uma vez uma jovem empregada do palácio real que amava o filho do rei e era por ele amada. De tanto o amar para ela ele era o seu príncipe encantado. Porém, ele tinha uma madrasta muito ruim que não queria que ela se tornasse a esposa dele, pois queria que sua filha viesse a desposá-lo e se tornar uma princesa de verdade. Assim, ela fez uma magia e o transformou em um sapo, muito, muito feio, gordo e fedido.

This is image post

O Príncipe encantado que virou sapo I

A partir deste dia, a jovem nunca mais viu seu príncipe encantado, porém, ouvia todas as noites o coaxar de um sapo que insistia em cantar debaixo da janela de seu quarto. A jovem chorava muito, pois achava que o príncipe havia abandonado-a pelo fato dela não ser da realeza. Porém, um dia ela escutou uma conversa entre a madrasta e sua filha sobre a magia que havia sido feita contra o príncipe, onde ela dizia que aquela que desse um beijo no “sapo-príncipe” com verdadeiro amor, além de o libertá-lo da magia seria por ele amada pelo resto da vida.

E assim a filha foi procurar o sapo para beijá-lo e torná-lo príncipe novamente; porém, ao encontrá-lo ela se assustou com sua aparência e teve repulsa conseguindo dar um beijinho bem leveque nem serviu para nada, além de lhe provocar nojo e náusea. A madrasta ficou furiosa e obrigou a filha a beijá-lo novamente,a qual se recusou fugindo desesperada. Assim que o sapo ficou sozinho a jovem se aproximou dele e ele começo a cantar para ela e assim ela o beijou com todo seu amor, transpondo o obstáculo de sua aparência, onde ele se libertou da magia e voltou a ser príncipe. Assim, eles se casaram e viveram felizes para sempre.”

Transportando para os relacionamentos de hoje, quantas mulheres se apaixonam perdidamente por homens que no início parecem maravilhosos, pois elas os acham bonitos, interessantes, inteligentes, amáveis, cavalheiros,sonho do príncipe encantado começa a se transformar no pesadelo do sapo com afinidades mil, correspondidas, amadas, em fim, “o verdadeiro príncipe encantado”. O tempo vai passando, muitas vezes chegam a se casar ou morar juntos e tudo o que era maravilhoso, começa a perder o brilho, o interesse; a afinidade já não é assim tão grande, ele já não é mais tão bonito, interessante, muito menos cavalheiro, e o sonho do príncipe encantado começa a se transformar no pesadelo do sapo.

Mas afinal, no começo do relacionamento eles são os príncipes encantados ou são os sapos? Será que eles eram os sapos que encantaram as mulheres que viam neles os príncipes encantados? Ou será que depois de terminado o encantamento inicial do relacionamento elas vêem realmente “eles” como são, ou seja, será que todos os homens são sapos? Mas a pergunta da leitora foi: será que existe príncipe encantado? No próximo artigo vou dar continuidade a este assunto!