blog18

Maternidade

Por: Ramy Arany

A construção de um novo papel na vida de uma mulher

A maternidade é algo natural na vida de uma mulher, pois sempre coube a ela a missão de ser mãe, por isto, sua natureza lhe permite ser canal para a gestação e o nascimento de um ser. A consciência da gestação ser algo especial que requer maior comprometimento, corresponde a um novo ciclo da evolução feminina, pois a mulher necessita de um processo de construção da maternidade para que possa desempenhar seu papel de mãe com sustentação e com espaço na sua vida.

Num passado muito ancestral a mulher era considerada sagrada por sua capacidade natural de gestar e a maternidade era o ápice da consagração deste sagrado; porém, com o passar do tempo, os seres humanos em geral foram se afastando da natureza e a mulher passou a apenas ter filhos para dar continuidade e descendência ao marido, que desta forma perpetuava seu nome bem como seus interesses. Assim, a mulher serviu por muito tempo principalmente para esta finalidade sem, contudo, haver a conscientização sobre a maternidade e seu significado mais profundo e sagrado que é a missão de ser mãe.

Com as transformações culturais e sociais que foram acontecendo através da evolução natural das sociedades, a mulher foi Porém, cada vez mais a mulher tem assumido sozinha a maternidade, principalmente quando o pai é ausente conquistando maior espaço para se desenvolver e evoluir e com isto, chegamos ao tempo em que a maternidade é uma escolha da mulher, sendo de seu direito querê-la ou não para sua vida. Isto depende muito da individualidade de cada mulher, bem como de sua relação com um companheiro, sendo necessário que ambos sejam de acordo na escolha de serem pais, pois do contrário com certeza haverá uma fragmentação de ideais entre o casal chegando por vezes à separação. Porém, cada vez mais a mulher tem assumido sozinha a maternidade, principalmente quando o pai é ausente, quando o pai não assume o filho ou quando a maternidade é por “produção independente”.

A construção do novo “papel” na vida da mulher em razão dela vir a ser mãe necessita muita lucidez de todo o processo iniciando pela própria gravidez, evoluindo para o parto e efetivamente o ser mãe. Enquanto a mulher está gestando, o bebê se encontra dentro de seu ventre, se tornando mais fácil a questão de lidar com a gravidez na sua vida pessoal e profissional; porém, após o nascimento as coisas tendem a ficarem mais “apertadas” no sentido tempo-espaço, bem como para com a disposição física, mental e emocional da mãe.

This is image post

Maternidade

Hoje há muitos meios de informações e locais especializados cujo objetivo é oferecerem orientação e conscientização sobre tudo o que envolve a maternidade, que vai desde vídeos mostrando o passo a passo da gravidez e do parto sob vários aspectos, até treinamentos e assessorias a gestantes lhes ensinando como cuidar do bebê e de si mesmas após o nascimento. É de fundamental importância que a mulher seja bem informada sobre a maternidade e todos os aspectos que a envolvem, para que ela possa manifestar seu papel de mãe com consciência, lucidez e maturidade para saber lidar com os desafios que ela traz e, assim, ser harmônica em relação ao desempenho de seus vários papéis, bem como poder sustentá-los com maior firmeza e lucidez.

Desta forma para a construção da maternidade na profundidade que ela requer para que haja fluência, tranqüilidade, harmonia e espaço, a mulher necessita se preparar bem antes de engravidar, vida acomodada, vaidade em relação ao corpo físico; medo da responsabilidade para com o filho através da conscientização de que a maternidade não é somente engravidar e ter um filho, mas, sim, “ser” mãe. Isto lhe trará a compreensão de que ela necessita abrir um espaço especial, dentro e fora de si, para poder exercer este papel que é o mais essencial entre todos os demais.

A maternidade requer desapego e entrega, por isto, a cada dia mais mulheres estão desistindo da missão de serem mães, por não desapegarem de agendas complicadas; vida acomodada, vaidade em relação ao corpo físico; medo da responsabilidade para com o filho; medo de não darem conta do trabalho e do filho; custos financeiros; de atrapalhar a carreira profissional, dentre outros. Por isto é necessário que a mulher seja verdadeiramente consciente de sua decisão de ser mãe e se prepare previamente, não deixando isto para o momento em que já estiver grávida ou que já tenha dado a luz, pois será muito mais difícil de acomodar os desafios envolvidos nesta situação.

Ser mãe é algo natural, essencial e muito belo na vida de uma mulher, por isto é de muito valor e deve ser prioridade em sua vida. Seja uma mãe moderna, assumindo seu papel de mãe e sustentando-o com alegria e leveza, pois há tempo e espaço para tudo que é essencial em nossa vida. Permita que o natural se desperte dentro de seu ser e lhe traga a realização e o verdadeiro amor de ser mãe e manifeste isto com total certeza de que a maternidade é o principal e o mais importante papel na sua vida.